O Oi Fashion Rocks chega ao Brasil para mostrar o melhor da moda e música. Desfiles de grifes consagradas e atrações do cenário musical, nacional e internacional, fazem parte do espetáculo transmitido ao vivo para mais de 120 países. Confira:

Alexandre Herchcovitch

Brasil

Em 15 anos de carreira, Alexandre Herchcovitch tornou-se um dos grandes expoentes da moda brasileira no mundo. Ele exibe suas coleções nos eventos de moda mais importantes como a 7th on Sixth (semana de Moda de Nova York), Semana de Prêt-à-Porter em Paris e São Paulo Fashion Week.

Sem trabalhar com referências óbvias ou se submeter a tendências internacionais, Herchcovitch é o responsável por um casamento perfeito da cultura brasileira com uma silhueta encantadora. “Quando alguém veste minha marca, transmite informação de sua visão de mundo para os outros. Meu ponto de partida criativo é estabelecer um diálogo entre o meu universo com o da clientela”, afirma o estilista.

André Lima

Brasil

Nativo de Belém do Pará, André Lima sempre teve contato com a exuberância amazônica. Em 1992 desembarcou em São Paulo e apresentou sua primeira coleção no alternativo Mercado Mundo Mix. A experiência no streetwear o levou à direção criativa de uma das mais importantes marcas jovens do país, a Cavalera.

Desde 1999, apresenta suas coleções femininas em eventos como o São Paulo Fashion Week e a Casa de Criadores. Inspirado em mulheres fortes, atemporais, cria peças que buscam sofisticação, luxo e sensação de exclusividade. Seus vestidos são famosos pela exuberância, ousadia das estampas e exatidão das formas.

Donatella Versace

Itália

Donatella Versace nasceu em Reggio Calabria, Itália. Começou no mundo fashion auxiliando seu irmão Gianni nas campanhas fotográficas que ajudaram a criar a identidade da exuberante Versace. Sempre consultada para as grandes decisões, ela se tornou parte integrante da empresa. Em 1993 fez sua primeira linha de acessórios e criou a linha infantil Versace Young. Logo depois tornou-se estilista chefe da Versus, um braço da Versace destinado a um publico mais jovem.

Hoje Donatella é Vice Presidente do conselho e diretora de criação do grupo Versace. “A mulher que eu tenho em mente enquanto eu desenho é aquela cuja individualidade e autoconfiança brilham para fora. A mulher contemporânea não tem medo de ser mulher. Ela pode ser poderosa e mesmo assim manter sua feminilidade e sensualidade”, diz Donatella.

Francisco Costa – Calvin Klein Collection

EUA

Nascido no interior de Minas Gerais, Francisco Costa é hoje a grande cabeça criativa por trás da Calvin Klein. Responsável pela principal coleção da empresa, a Calvin Klein Collection, Costa começou trabalhando com os melhores estilistas. Primeiro como aprendiz de Oscar de La Renta, depois como integrante da equipe de Tom Ford na Gucci antes de tornar-se chefe da equipe de estilismo da Calvin Klein e por fim, diretor do prêt-a-porter feminino .

Para admiradores do estilo americano da marca, Francisco Costa consegue com perfeição traduzir o conceito tão peculiar de seu fundador: simplicidade, praticidade e luxo em uma era moderna.

Lenny Niemeyer

Brasil

Lenny Niemeyer chegou ao Rio de Janeiro em 1979 e da sua busca por biquínis sofisticados, descobriu o que viria a ser sua profissão. Suas peças, que começaram a ser feitas de maneira caseira, fizeram tanto sucesso que ela viu sua produção aumentar imensamente em muito pouco tempo.

Em 1995, depois produzir biquínis para grifes como Fiorucci, Bee, Richard´s e Andrea Saletto, Lenny resolveu criar a própria marca. Atualmente, são 18 lojas e mais de 300 pontos de vendas em multimarcas. Lenny exporta para países da América Latina ao Oriente Médio, além de ter representações nos Estados Unidos, Europa e África.

Além de biquínis e maiôs, a marca produz bolsas, sapatos, acessórios e uma coleção de roupas e malhas. Tudo voltado para a mulher sofisticada que consome a marca e o lifestyle Lenny.

Lino Villaventura

Brasil

Lino Villaventura começou fazendo peças limitadas em 1978 e fundou sua marca em 1982. Sempre com seu estilo muito pessoal, tornou-se um dos representantes mais significativos da moda brasileira. A marca participou desde a primeira edição do São Paulo Fashion Week, em julho de 1996.

O trabalho de Lino Villaventura é reconhecido internacionalmente também pelos profissionais das áreas de design e artes plásticas. Desenvolveu figurinos para Cinema e Teatro, como para o filme “Bocage, O Triunfo do Amor”, de Djalma Limonges Batista e já teve suas peças expostas em diversas galerias e museus pelo mundo.

Atualmente, Lino Villaventura intensifica a venda de seu prêt-à-porter em lojas de diversas cidades brasileiras em países como França, Portugal, Estados Unidos, Espanha, Rússia e Arábia Saudita.

Marc Jacobs

EUA

Em 1986 ele desenhou sua primeira coleção com a marca que leva seu nome, a Marc Jacobs. No ano seguinte, Jacobs recebeu Honra ao Mérito por ser o estilista mais novo a ser premiado com o mais importante prêmio da indústria da moda: o Perry Ellis para novos talentos, do Conselho dos Estilistas da América (em inglês CFDA). A partir daí foram inúmeros troféus em uma das trajetórias mais invejadas do mundo da moda.
Jacobs uniu-se à Louis Vuitton em 1997 como Diretor Artístico e abriu a primeira loja Marc Jacobs na Mercer Street – no Soho novaiorquino. Sua segunda linha – Marc by Marc Jacobs – foi lançada no verão de 2001. Atualmente as mais de 100 lojas podem ser encontradas em Hong Kong, Taiwan, Japão, Coréia, França, Inglaterra, Espanha, Turquia, Grécia, Itália, Brasil e outros países.

Sempre preocupada com as comunidades nos locais onde estão presentes, a Marc Jacobs está envolvida em mais de 60 projetos sociais. Sua participação nesses projetos beneficentes é vista como uma prioridade da marca.

Riccardo Tisci – Givenchy

Itália

Nascido em Como, na Itália, deixou seu país aos 17 anos para estudar estilo na Saint Martin School of Arts, em Londres. Após sua formatura, retornou à Itália e trabalhou por quase cinco anos para marcas como Antonio Berardi, Coccapani, Puma e Ruffo Research. Essa experiência variada e enriquecedora moldou seu conhecimento e serviu como base para sua independência profissional.

Em setembro de 2004, Tisci apresentou a primeira coleção com seu nome. Orquestrou um acontecimento ao invés de um desfile tradicional, o que gerou uma sensação diferente: um sentimento de uma nova elegância e um inovador savoir-faire.
Sua primeira coleção como Diretor Criativo da Givenchy foi em julho de 2005. Hoje ele se dedica completamente à sua interpretação do espírito da casa francesa de alta-costura.